Férias pelo Mundo

Turismo, diversão, comportamento! Também um pouco de cinema e história

Mês: abril 2016 (Página 1 de 4)

Visitando Anne Frank

Luchtfoto

263-267 Prinsengracht   Foto: annefrank.org

Casa de Anne Frank não é o passeio mais agradável em Amsterdam mas é um dos mais necessários. Quando eu lí o Diário de Anne Frank há muitos anos atrás, fiquei impressionada com a história da menina escondida por 2 anos num espaço diminuto, juntamente com a família e outras pessoas.  Essa era uma realidade distante de mim até que entrei na casa, que hoje é um museu.

Boekenkast dicht_MA_2_6_3

A estante que separava o escritório do esconderijo  Foto:annefrank.org

AFS_BM_39660001

Foto: annefrank.org

É uma visita à opressão e à luta pela sobrevivência.  Você fica imaginando como conseguiria viver daquela maneira por tanto tempo.  De um momento para o outro você sai das páginas do livro e passa para a realidade que se esconde por trás da estante: o quarto, o banheiro, a escada que dá para a janela por onde ela podia ver a castanheira e nesses poucos momentos, ter contato com a natureza lá fora.

39610011

Foto: annefrank.org

AFS_BM_39580020

Foto: annefrank.org

51780005

Foto: annefrank.org

51820005

Escada que dava para o ático    Foto:annefrank.org

Kastanjeboom_zolder

A castanheira    Foto: annefrank.org

 

Após a liberação de Auschwitz, Otto Frank  volta à Amsterdam e descobre que foi o único sobrevivente do anexo.  Em meio à dor,  encontra o Diário da filha.  A primeira publicação saiu em 25 de junho de 1947 e até o momento já foi traduzido para 67 línguas e vendeu 30 milhões de cópias.

dagboek_voorkant

Foto: annefrank.org

07pagina08-dagboek

Foto: annefrank.org

Por que eu me impressiono tanto com o pai de Anne Frank?  Porque ele transformou a dor da perda não em um hino de esperança para a humanidade.  Evidentemente que os horrores do nazismo estão lá.  Mas Otto fez muito mais do que mostrar isso:  transformou o Diário da filha em museu contra a intolerância.  É impossível sair de lá sem refletir que ainda existem milhares de anexos como aquele espalhados pelo mundo.

 

Quando Nelson Mandela saiu da prisão, disse que a história da menina judia oprimida em um cubículo tinha sido fonte de inspiração e esperança durante o cativeiro e eu acho que esse é o sentimento que temos ao sair do museu:  esperança de que a humanidade pode ser melhor.

AFS_WAF_Straatsburg_Nelson_Mandela_1994

Foto: annefrank.org

AFS_GD_AF030

Foto:  annefrank.org

B-T_9_Dagboeken

Foto: annefrank.org

Otto Frank cuidou pessoalmente da museu e de sua mensagem para o mundo até a sua morte em 1980.

Croissant

Croissant

Desde que escrevi meu posto sobre “A melhor Baguette de Paris“, sinto que fiquei devendo ao Croissant e achei melhor fazer justiça.

Eu gosto tanto de Croissant que uma vez fui a uma aula exclusivamente para aprender como faz e posso dizer que é uma obra de arte e não um pão. São camadas e camadas de massa folhada separadas por manteiga. Uma vez a massa pronta pode finalmente ser cortada em triângulo, enrolada e uma leve entortadinha dá o formato do C, imitando a lua crescente.

Ler mais

Saint-Denis e os Reis da França

Dizem que São Denis foi decapitado nas colinas de Montmartre e quo invés de cair morto, pegou sua cabeça e caminhou até o local onde queria ser sepultado. Esse local é onde se encontra hoje a Catedral de Saint Denis e seus restos mortais estão guardados embaixo do Altar-Mor.

016

Tumba de St. Denis encontrada nas escavações arqueológicas.

No século V Dagoberto, Rei do Francos, mandou erguer uma abadia nesse lugar e somente em 1135 D.C. é que a construção da Catedral tal qual é hoje, começou.

images-22

Detalhe do pórtico contando a história de St. Denis

Construída em estilo gótico, com torres em flecha e arcos em ogiva, intencionalmente para mostrar a grandeza de Deus, a arquitetura de St. Denis influenciou as Catedrais de Notre Dame em Paris e a de Chartres.  A roseta de vitral de St. Denis é a primeira que se tem notícia em um templo gótico.

basilica-cathedral-of

saint denis cabedera

Paris-Saint-Denis-Cathedral-Interior

A arquitetura é maravilhosa mas o que mais me fascina em St. Denis são as tumbas dos monarcas da França que estão lá.  Nada menos que 42 reis, 32 rainhas, 63 príncipes e princesas, além de outros membros da nobreza, estão enterrados lá.

1401999435.2

Tumba de Louis XII e Ana da Bretanha

tombeau-de-henri-ii-et-de-catherine-de-medicis-saint-denis

Tumba de Henri II e Catarina de Médicis

800px-Gisant_de_Pépin_le_Bref_et_Bertrade_de_Laon_à_la_Basilique_de_Saint-Denis,_France

Pepino o Breve e sua esposa Berta

35ialgi

Louis XIV

Louis_XVI_et_Marie-Antoinette

Louis XVI e Maria Antonieta

Pode parecer estranho passar uma tarde em meio a tantas tumbas, mas acredite, esse é um passeio pela historia dos Reis da França inesquecível.

 

Olímpia

Em homenagem ao Fogo Olímpico aceso hoje, faço este post.

Na Grécia Antiga, as cidades Estado paravam a guerra de 4 em 4 anos e se reuniam em Olímpia para jogos esportivos.  Essa é a origem do Jogos Olímpicos que eram a princípio um evento religioso em honra a Zeus.

olympia-aerial

Olímpia – vista aérea

olympia_stadium

Stadium – Olímpia

 

Como se sabe, os Jogos Olímpicos perderam a força com a chegada dos Romanos e foram extintos.  Em 1894 o Barão Pierre de Coubertin fundou o Comitê Olímpico Internacional e em 1896 surgiram os Jogos Olímpicos da Era Moderna.  A tradição de acender a Chama Olímpica em frente ao Templo de Hera perdura até hoje.

templo-hera-olimpia

Templo de Hera

O Santuário  Arqueológico de Olímpia é considerado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade e lá se pode ter a real noção do aspecto religioso que os Jogos Olímpicos tinham. É bom ter um mapa das ruínas se não for com um guia.  Veja abaixo.  O mais importante são as ruínas do Templo de Zeus, onde se encontrava a Estátua de Zeus, uma das 7 maravilhas do Mundo Antigo.  Mas é claro que o Stadium é uma emoção especial.

Plan_Olympia_sanctuary-pt.svg

Edifícios
1: Propylon – 2: Pritaneu. – 3: Philippeion – 4: Templo de Hera – 5: Pelopion – 6: Ninfeu de Hérodes Ático – 7: Metroon – 8: Zanes – 9: Cripta – 10: Stadium – 11: Stoa Eco – 12: Edifício de Ptolomeu II e Arsínoe – 13: Stoa de Héstia – 14: Edifício helenístico – 15: Templo de Zeus – 16: Altar de Zeus – 17: Ex-voto dos Aqueus – 18: Ex-voto de Micitos – 19: Nice de Peônio – 20: Gymnasion – 21: Palaestra – 22: Theokoleon – 23: Heroon – 24: Atelier de Fídias e Basílica paleocristã – 25: Banhos de Kladeos – 26: Banhos gregas – 27 e 28: Hospedarias – 29: Leonidaion – 30: Banhos sul – 31: Bouleuterion – 32: Stoa sul – 33: Villa de Nero Tesouros I: Sicyon – II: Siracusa – III: Epidamno ? – IV: Bizâncio ? – V: Síbaris ? – VI: Cirene ? – VII: ? – VIII: Altar ? – IX: Selinunte – X: Metaponto – XI: Megara – XII: Gela

GRT08022

Templo de Zeus

temple-de-zeus-olympie

Templo de Zeus 

 

O Museu Arqueológico mostra obras de Arte encontradas nas excavações arqueológicas como Hermes carregando o bebê Dionísio de Praxiteles e Nike de Paionios.

15E3B0E5E469483486F867BBB8BFF5F8

Hermes de Praxiteles

 

A melhor maneira de se chegar a Olímpia é de carro ou de ônibus que têm saídas diárias de Atenas.  Mas uma boa opção é contratar um Tour de Atenas que já inclui o transporte e um guia local.  Eles sempre tem histórias interessantes que não estão nos livros.

 

Estudar em Biarritz

Hoje vou começar a falar de destinos para estudar.  Eu acho essa uma das melhores formas de se conhecer a cultura e pegar fluência na língua.

Quando você pensa em estudar Francês, sempre vem Paris como primeira opção e eu acho ótimo mesmo.  Já tive excelentes experiências estudando lá.  Mas se você  quer juntar : França, praia, surf ou golf, lugares badalados entre outras coisas, Biarritz é o lugar.

images-16imgres-15

No século XIX , Napoleão III começou a frequentar a cidade com sua esposa Eugénie.  Desde então, Biarritz se tornou conhecida pela quantidade de pessoas famosas que tomam conta da cidade nos mêses de verão.

imgres-17

images-17

imgres-16

É também considerada a praia com as melhores ondas da Europa, e por isso, surfistas do mundo inteiro se encontram lá.

Espero que levem Biarritz em consideração quando forem escolher um lugar para passar umas semanas se divertindo e estudando francês.

Página 1 de 4

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén