Férias pelo Mundo

Turismo, diversão, comportamento! Também um pouco de cinema e história

Mês: agosto 2016 (Página 1 de 3)

I have a dream…

Hoje, 28 de agosto de 2016, faz 53 anos que Martin Luther King reuniu 200.000 no Lincoln Memorial para proferir seu famoso discurso contra o racismo e a segregação.

img_6714

Impossível visitar Washington e não lembrar que este foi o cenário de um dos mais conhecidos discursos já feitos.

img_7167

Minha homenagem à MLK e o meu pesar por constatar que em mais de 5 décadas, seu clamor continua atual.

img_7162img_7163img_7164img_7165

A mansão mais cara do mundo está a venda.

Essa semana foi posta a venda a mansão mais cara do mundo pelo módico preço de US$ 1.1 Bi.  Trata-se da Villa Les Cèdres, que pertence atualmente a Suzanne Marnier-Lapostolle, da família do Grand Marnier.


Essa mansão fica em Saint-Jean-Cap-Ferrat, na Côte dÁzur.  Aquele pequeno trecho de praias do sul da França, banhadas pelo Mediterrâneo, um dos lugares mais lindos e interessantes para se estar durante o verão europeu.

img_7144img_7143

 

Mas além da Les Cèdres ser imponente com seus  10 quartos, salão de bailes e até mesmo uma capela, essa Mansão é a responsável por levar a aristocracia européia para St-Jean-Cap-Ferrat.  Foi por volta de 1830 que o Leopoldo II, rei da Bélgica, mandou construi-la.  A partir daí, começou a corrida por terrenos que hoje está entre os metros quadrados mais caros do mundo.  E olho vivo: na hora em que o negócio for fechado, esse pequeno vilarejo, situada entre Monaco e Nice, será alçada ao lugar mais caro do mundo.

img_7146img_7145

Eu pergunto: essa Villa será vendida facilmente?  Provavelmente não, mas acho que a Suzane não precisa desse dinheiro com urgência, então ela vai esperar chegar nesse valor mesmo.  Ela disse que quer uma propriedade menor, por isso vai se desfazer da Les Cèdres.

O comprador de Les Cèdres terá como vizinhos entre outros: Paul Allen o co-fundador da Microsoft,  Andrew Lloy-Weber e Boris Berezosky, o bilionário Russo.

img_7147

Para quem quiser se hospedar e St.Jean-Cap-Ferrat recomendo o Grand Hôtel du Cap-Ferrat da cadeia Four Seasons.

 

Nobu Malibu

Quem assistia SOS Malibu e Baywatch, desembarca em Los Angeles e fica contando os minutos para chegar o momento de conhecer Malibu.  No meu caso, isso é totalmente verdadeiro.  Lembram das praia com areia branquíssima?……

Malibu é uma cidade de praia bem peculiar:  de um lado da Pacific Coast Highway ficam as casas colina acima, de outro ficam as casas que só se pode ver os fundos, já que a frente dá para a praia.

O ponto alto para mim em Malibu foi o Nobu que fica no 22706 da Pacific Coast Highway e se debruça sobre a praia.

img_6258

Esse restaurante faz parte da cadeia capitaneada pelo Chef Nobuyuki “Nobu” Matsuhisa e como tal, mistura comida japonesa, peruana e outras “viagens”do chef.  A comida é deliciosa e os garçons sabem indicar os melhores pratos, segundo o gosto de cada um.

img_6249

Os pratos são os clássicos do Nobu mas também alguns adaptados ao estilo local.  Eu pedi o New Style Sashimi, Black Cod Misso e o Shrimp Tempura.  E estava tudo uma delícia, por isso minha conclusão é: peça qualquer coisa que deve ser bom.

O ambiente é sofisticado mas combina perfeitamente com o cenário de praia, então é tudo bem clean.  Preste atenção aonde a hostess vai te colocar porque aqui, como em muitos restaurantes de LA, vale a máxima da melhor mesa para o mais famoso.  E olhe para os lados porque provavelmente você vai ver alguém famoso.  Eu fui colocada bem no centro do salão.  Não sou famosa mas vai ver me confundiram com alguém.


E na mesa ao lado, adivinhem quem estava almoçando?  Sim, ela:  Pamela Anderson.  Só pude tirar essa foto meio de costas porque os seguranças estão de olho nos papparazzi de plantão e tiram do restaurante. Tudo para garantir a privacidade dos famosos.  Agora, vamos combinar….quem quer privacidade não vai ao Nobu Malibu.

Aconselho sempre fazer reserva: Nobu Malibu

#Rio2016 – locais de competição – Maracanã

– Estádio Olímpico, carinhosamente chamado de Engenhão (atletismo)

Quando falamos de esporte, não tem como dizer que um é mais importante que outro  Mas se falamos de Olimpíada  temos que reconhecer que o atletismo tem um lugar muito especial, assim como a maratona, já que foram os esportes que deram início a tudo na Grécia antiga.  Por isso, um dos estádios mais importantes é sempre o que abriga o atletismo e o Rio fez bonito:  renovou o Engenhão que tinha sido construído para os Jogos Pan-Americanos em 2007 e o resultado foi sensacional.  A estrutura no estádio ganhou lugares extras e a pista totalmente modernizada.


 

– Sambódromo (tiro com arco e maratona do atletismo)

O mundo conhece o Sambódromo com palco do nosso carnaval.  Nas Olimpíadas esse cartão postal é palco do tiro com arco e da maratona.


 

– Maracanãzinho (voleibol) 

O Maracanãzinho é o palco do vôlei no Brasil e promete grandes emoções na Final Brasil x Itália.


 

– Maracanã

Não é exagero nenhum dizer que o Maracanã é o estádio mais famoso do mundo.  Por isso, a final do futebol ganha uma emoção especial nesse estádio.  Além disso, as cerimônias de abertura e encerramento serão realizadas aqui e prometem muita emoção.

#Rio2016-locais de competição em Deodoro

Eu nunca tinha ido a Deodoro, confesso.  E gostei muito de conhecer. Os quartéis de diversos regimentos e as casas da Vila Militar são super bem cuidados.

Esse é o maior centro olímpico depois do Parque Olímpico da Barra.  Para chegar, BRT e trem.  Em Deodoro estão os seguintes locais de competição:

-Arena da Juventude (basquetebol e pentatlo moderno – esgrima)

– Centro Aquático de Deodoro (pentatlo moderno a natação) além do centro de natação da Barra, esse centro foi construído para servir ao pentatlo. Após as Olimpíadas, passará por reformas e integrará o Centro Olímpico de Treinamento de Deodoro.

– Centro Olímpico de Hipismo (hipismo saltos, hipismo adestramento e hipismo CCE)

– Centro Olímpico de Hóquei

– Centro Olímpico de Tiro (tiro esportivo)

– Estádio de Deodoro (rugby e pentatlo moderno)

Ainda em Deodoro está o Parque Radical do Rio.

– Centro de Montain Bike (ciclismo montain bike)

– Centro Olímpico de BMX (ciclismo BMX)

– Estádio de Canoagem Slalom (canoagem slalom)

Página 1 de 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén