Férias pelo Mundo

Turismo, diversão, comportamento! Também um pouco de cinema e história

Categoria: Boston (Página 1 de 2)

50’s are the new 30’s !!!

Houve um tempo em que fazer 50 anos era o divisor de águas para uma vida mais monótona, com expectativas de vida pouco a pouco se restringindo a ver netos crescerem.  Como eu disse na primeira sentença, “Houve um tempo”… e esse tempo não existe mais.   Hoje, fazer 50 continua sendo divisor de águas, mas para um período de vida onde se pode desfrutar dela como nunca.

Foi pensando nesse público de jovens cinquentões, cheios de uma energia e disposição invejáveis,  que há alguns anos as escolas de línguas começaram a criar turmas somente para pessoas acima de 50.  No início eram apenas turmas restritas por idade, mas hoje, esses programas agregam uma programação intensa de atividades que podem incluir de degustações e visitas a vinhedos, passeios guiados a museus, shopping malls, aulas de culinária com chefes na Itália ou na França, visitas a cervejarias, óperas, enfim…infinitas possibilidades.

Alguns destinos têm se consolidados como os melhores para o programa 50+: Malta, Santa Bárbara, Los Angeles, Boston, Florença, Paris e Londres entre tantos outros.

Boston é centro de música, museus, esportes, boa comida.  Enfim, tem tudo o que um lugar precisa ter para ser um ótimo destino de intercâmbio.  Além disso, andar por suas ruas é andar pela história americana.

Uma das grandes vantagens que eu vejo nesse tipo de viagem é a de não precisar procurar por companhia.  Você decide que quer viajar, conhecer um lugar, se aprofundar na língua e cultura, sabendo que lá vai encontrar pessoas com os mesmos interesses que você, prontas para estabelecer novas amizades e trocar muitas experiências.  Pessoas abertas às boas surpresas que a vida pode trazer.

Como funciona o 50+ : esse programa não é oferecido o ano todo.  Normalmente cada escola oferece 2 vezes ao ano, e dura 2 semanas.  No valor já vem incluído o preço das aulas de inglês, que são pela manhã, a acomodação em casa de família, café da manhã e jantar, assim como todos os passeios e atividades.  Durante os passeios, despesas pessoais não estão incluídas.

Malta é um dos destinos mais procurados para o 50+.  Praias lindas, restaurantes, lojas e muita cultura são alguns dos motivos para isso.

Essa é minha dica de intercâmbio de hoje.  Espero ter dado uma boa idéia para alguns de vocês.

Nota da autora: a VR Intercâmbios organiza viagens de intercâmbio 50+ desde 2008. Para maiores detalhes, entre em contato pelo e-mail contato@vrintercambios.com.br

É tempo das árvores de Natal

Um dos símbolos mais fortes do Natal é a árvore decorada com luzes e enfeites. Essa é uma tradição que começou na Alemanha e se espalhou pelo mundo cristão. Quando vemos as primeiras árvores montadas, imediatamente nos lembramos de que é tempo de começar a celebrar o Natal. Aqui também é época de celebrar e por isso, trago para vocês algumas das mais lindas árvores de Natal do mundo.

Ler mais

Chocolate Chips Cookie

Chocolate-Chip Cookies

Sem dúvida uma das delícias (existem muitas) dos Estados Unidos são algumas comidas típicas. Entre elas, os famosos cookies. Sou uma amante e confesso que saio experimentando sempre que encontro para ver se algum supera o de Boston.  E a resposta é:

Não! Não existe cookie melhor que o de Boston.

Não me perguntem por que…

Ler mais

B&Bs em Boston

O conceito de Bed & Breakfast é como diz o nome: hospedagem com café da manhã.  Mas é um pouco mais que isso já que normalmente esses estabelecimentos são administrados pessoalmente pelos donos.  Isso garante um ambiente mais acolhedor do que um Hotel normal e é esse mesmo o objetivo de quem escolhe esse tipo de acomodação.

Em Boston existem muitas opções de B&B,  e vou recomendar aqui 3 que eu já experimentei e gostei.

Clarendon Square – esse é uma das opções de acomodação mais interessantes porque é B&B mas ao mesmo tempo é um hotel-boutique.   Localizado no South End, em um townhome que são as casas típicas de Boston, com tijolo à vista, o Clarendon foi comprado pelos atuais donos em 1998.  Completamente restaurado e renovado, esse hotel tem 3 tipos de quartos, uma  hot tub no telhado aberta 24 horas e que pode ser responsável por momentos bem românticos.  Além disso, possui serviço de concièrge, que não é comum nesse tipo de acomodação.  O café da manhã é um capítulo à parte:  prepare-se para esquecer a contagem de calorias.  Preço USD 289 para casal.

1_facade

10_breakfast_14image-top-photogallery

20_shot_6

The College Club of Boston – esse é bem interessante porque fica no prédio onde antigamente existia o Back Bay Club, que era uma Residência estudantil somente para mulheres.  São 11 quartos totalmente renovados e cada um inspirado e nomeado de acordo com um College de Boston.  A localização é ótima, bem perto do Boston Public Garden.  Preço entre USD 169 – USD 189 por pessoa.

connecticutRooM

Connecticut College room

tufts-1

The Tufts University room

bu600-1

Boston University room

 

 

Beacon Hill Hotel – eu adoro essa parte de Boston.   Quando eu ando pelas ruas da Beacon Hill me sinto a própria personagem do Henri James em The Bostonians.  E esse B&B faz justiça ao lugar.  Todo o hotel também segue o conceito hotel-boutique, ou seja, com toques exclusivo que fazem a diferença.  Além disso, o Bistrot é excelente.   A localização não é somente bonita como super conveniente, já que fica bem próximo das principais atrações.  Preço entre USD 269 e USD 349 por pessoa.beacon-hill-hotel-boston-lead-xlarge

beacon-hill-hotels-united-states-of-america-boston-beacon-hill-355149_112096orjxm

beacon-hill-hotel-patio

 

A Casa de Patrióta Paul Revere

Na noite de 18 de abril de 1775,  Paul Revere deixou sua casa no número 19 da North Square em Boston, e cavalgou até Lexington para avisar  Samuel Adams e John Hancock que as tropas britânicas estavam a caminho para prendê-los.  Esse episódio faz parte da História de  luta pela Independência Americana e é um símbolo da bravura e perseverânça dos Patriotas.  Assim são conhecido os americanos de Boston e arredores que eram contra a corôa britânica.

Paul Revere era dono de uma fundição e podemos dizer que  tinha uma vida bastante razoável para a época, mas não luxuosa.  Na casa que se mantém intacta desde os tempos do feito heróico, podemos ver de perto o cotidiano da então colônia britânica do século XVIII.  E é isso o que eu acho mais interessante na Casa de Paul Revere.

Logo na entrada vemos as caçarolas penduradas dentro da lareira que tinha a função de cozinhar e aquecer o ambiente.  Interessante notar que um ambiente se comunica com o outro sem que seja por corredor assim sendo, da cozinha passa-se a sala.

2800892269_f9652cb214

Na parte de cima  estão os dois quartos com objetos e mobiliários dos Revere.

the-paul-revere-house-2

Quarto principal

the-paul-revere-house-1

Quarto de visitas

O passeio pela casa termina num jardim interno bem cuidado e onde podemos ver um sino fundido por Paul Revere & Sons.

Lembre-se de que essa casa fica no North End, lugar que se encheu de italianos, irlandeses e judeus no século XIX que alí deixaram sua marca culinária.

Página 1 de 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén