Férias pelo Mundo

Turismo, diversão, comportamento! Também um pouco de cinema e história

Categoria: Irlanda

Leap Castle, Irlanda

Um Castelo e seus fantasmas…

Em homenagem ao Halloween, escrevo este post para mostrar para vocês um Castelo verdadeiramente mal-assombrado…

Na Província de Munster, Irlanda, existe um castelo que foi construído no século XIII pelo clã O’Carroll, o Leap Castle.

Entrada do Leap Castle

Os O’Carroll eram uma família poderosa e conhecida pela violência de seus membros. Certa vez, no ano de 1532, os dois irmãos herdeiros entraram em disputa pela liderança do clã. Um deles era padre, e um dia, estava rezando a missa na capela do Castelo, quando o outro irmão entrou, sacou a espada e desferiu um golpe mortal no rival. O fantasma do padre vaga até hoje pela Bloody Chapel, ou Capela Sangrenta.

Bloody Chapel

Bloody Chapel

Bloody Chapel

Bloody Chapel

Mas esse não é o único espírito habitante do Leap Castle. Uma mulher vestida de vermelho, The Red Lady, também vaga pelos corredores em uma atitude ameaçadora. Ela tería sido sequestrada por um dos O’Carroll e violentada.

Duas meninas, Emily e Charlote, são vistas frequentemente brincando pela entrada principal. Ao que parece, Emily jogou-se ou foi jogada do alto do castelo. Há também uma estranha criatura, com corpo e rosto disformes e com cheiro de cadáver em decomposição que costuma aparecer e aterrorizar visitantes e moradores.

Acreditando em fantasmas ou não, uma coisa não se pode negar: Leap Castle foi cenário de muitas mortes violentas. No começo do século passado, trabalhadores foram contratados para limpar a masmorra, ou oubliette. Essa era em forma de um buraco, onde o prisioneiro era jogado e esquecido até a morte. Os operários encontraram tantos corpos empilhados, um em cima do outro, que foram necessárias muitas descidas à oubliette para retira-los. O mais estranho foi o fato de um relógio do fim do século XIX ter sido encontrado entre os corpos, deixando dúvidas se até aquela data a masmorra foi usada.

Oubliette

Oubliette

O Leap Castle pode ser visitado. Porém, é necessário agendar com antecedência com o proprietário, que pode contar algumas outras histórias dos habitantes de outra dimensão do castelo.

Jack O’Lantern e as abóboras gigantes

O Halloween está chegando e a época das abóboras gigantes da Nova Inglaterra também. E essa é uma daquelas combinações perfeitas, que não nasceram juntas mas que quando se encontraram nunca mais puderam se separar.

Abóbora gigante

Em qualquer cidade do interior americano nessa época, vamos encontrar abóboras decorando as casas. E o máximo são as abóboras esculpidas com rostos assustadores, iluminadas com uma vela dentro, mais conhecidas como Jack O’Lantern.

Decoração típica de Nova Inglaterra

Tudo começou na Irlanda, país origem do Halloween. Conta a lenda que um homem chamado Stingy Jack – Jack, o mesquinho – convidou o diabo para beber. Fazendo justiça ao nome, Jack não quis pagar a bebida e convenceu o diabo a transformar-se numa moeda para que pudesse pagar. Mas uma vez que o diabo se transformou, Jack guardou a moeda no próprio bolso, ao lado de uma cruz de prata, o que o impediu de voltar a forma original. Jack depois liberou o diabo com a promessa de que ele não o incomodaria por um ano, e se no interim ele morresse, o diabo não reclamaria sua alma.

Aboboras de Halloween

Passado um ano, Stingy Jack convidou o diabo a subir numa macieira. Uma vez lá em cima, esculpiu uma cruz no tronco da árvore e aprisionou o diabo novamente e só o libertou com a promessa de que não seria incomodado por 10 anos e de que sua alma jamais iria para o inferno.

Abóboras de Halloween

Anos se passaram e Jack morreu. Deus, é claro, não o aceitou no Céu. E o diabo, como tinha prometido não leva-lo para o inferno, jogou Jack na noite escura, apenas com um pedaço de carvão em brasa para iluminar. O mesquinho pegou um pedaço de nabo e o esculpiu, colocou o pedaço de carvão dentro, e desde então, tem sido visto vagando pela noite escura com sua lanterna feita de nabo.

Quando os irlandeses chegaram na América, Stingy Jack transformou-se em Jack O’Lantern e o nabo foi substituído pela abóbora, muito mais fácil de esculpir.

Abobora esculpida

O outono é a época de colheita da abóbora, o que tornou perfeita a junção da lenda irlandesa com o fruto americano. Mas o espetáculo da abóbora não se resume à Jack O’Lantern: em muitos lugares no interior americano se vem Festivais de colheita, tendo as abóboras gigantes como ponto alto.

Tudo isso, num cenário natural que nessa época se tinge em tons de laranja, amarelo e marrom, faz do outubro um mês maravilhoso para se estar na América.

King John’s Castle

O Castelo do João Sem Terra

Todos conhecem João sem Terra pela história do Robin Hood. O irmão tirano de Ricardo Coração de Leão, que ficou em seu lugar enquanto ele lutava nas Cruzadas e que explorava o povo impondo mais e mais impostos.  Fora o fato de não se ter notícias sobre a veracidade do herói que “roubava dos ricos para dar aos pobres”, todo o resto da história é verdadeira. E a história de João sem Terras é muito importante já que a sua tirania levou a uma Revolta dos Barões, só foi apaziguada quando ele assinou a Carta Magna em 1215, que é até hoje, a carta constitucional mais antiga do mundo.

King John’s Castle

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén