O Halloween está chegando e a época das abóboras gigantes da Nova Inglaterra também. E essa é uma daquelas combinações perfeitas, que não nasceram juntas mas que quando se encontraram nunca mais puderam se separar.

Abóbora gigante

Em qualquer cidade do interior americano nessa época, vamos encontrar abóboras decorando as casas. E o máximo são as abóboras esculpidas com rostos assustadores, iluminadas com uma vela dentro, mais conhecidas como Jack O’Lantern.

Decoração típica de Nova Inglaterra

Tudo começou na Irlanda, país origem do Halloween. Conta a lenda que um homem chamado Stingy Jack – Jack, o mesquinho – convidou o diabo para beber. Fazendo justiça ao nome, Jack não quis pagar a bebida e convenceu o diabo a transformar-se numa moeda para que pudesse pagar. Mas uma vez que o diabo se transformou, Jack guardou a moeda no próprio bolso, ao lado de uma cruz de prata, o que o impediu de voltar a forma original. Jack depois liberou o diabo com a promessa de que ele não o incomodaria por um ano, e se no interim ele morresse, o diabo não reclamaria sua alma.

Aboboras de Halloween

Passado um ano, Stingy Jack convidou o diabo a subir numa macieira. Uma vez lá em cima, esculpiu uma cruz no tronco da árvore e aprisionou o diabo novamente e só o libertou com a promessa de que não seria incomodado por 10 anos e de que sua alma jamais iria para o inferno.

Abóboras de Halloween

Anos se passaram e Jack morreu. Deus, é claro, não o aceitou no Céu. E o diabo, como tinha prometido não leva-lo para o inferno, jogou Jack na noite escura, apenas com um pedaço de carvão em brasa para iluminar. O mesquinho pegou um pedaço de nabo e o esculpiu, colocou o pedaço de carvão dentro, e desde então, tem sido visto vagando pela noite escura com sua lanterna feita de nabo.

Quando os irlandeses chegaram na América, Stingy Jack transformou-se em Jack O’Lantern e o nabo foi substituído pela abóbora, muito mais fácil de esculpir.

Abobora esculpida

O outono é a época de colheita da abóbora, o que tornou perfeita a junção da lenda irlandesa com o fruto americano. Mas o espetáculo da abóbora não se resume à Jack O’Lantern: em muitos lugares no interior americano se vem Festivais de colheita, tendo as abóboras gigantes como ponto alto.

Tudo isso, num cenário natural que nessa época se tinge em tons de laranja, amarelo e marrom, faz do outubro um mês maravilhoso para se estar na América.