Antes de entrar no Museu do Louvre temos que ter uma coisa em mente:  nunca conseguiremos ver tudo.  Dito isto, podemos desestressar e aproveitar a visita. Uma boa idéia é pesquisar antes e ir direto ao que se quer ver.  Claro que não tem como sair de lá sem ver a Monalisa e a Vitória de Samotrácia.   Mas se você já passou dessa fase, vou contar qual a minha parte preferida:  o Louvre Medieval.france-louvre-museum-medieval-louvre

Em 1190 o rei Phillipe Augusto  estava prestes a sair para a III Cruzada e mandou cercar a cidade para protegê-la de invasores.  Na junção do Rio Sena na margem direita, mandou que fizesse uma muralha mais forte porque por ali a cidade estaria mais vulnerável.  Essa foi a origem do Louvre.

images-3

Detalhe do que restou da construção de Phillipe Auguste

Mais tarde o Louvre virou uma Fortaleza e foi sendo transformado inúmeros vezes até chegar à arquitetura atual.

 

imgres-5

Ilustração da Fortaleza

Na década de 1980, escavações descobriram parte essa parte da fortaleza original de Phillipe Auguste.

 

imgres-6

Só quero dar um detalhe:  Phillipe foi para a III Cruzada com Ricardo Coração de Leão.  Então quando a gente vê a história do Robin Hood, em que o rei inglês estava prisioneiro do rei francês, na volta da Cruzada, é este o contesto histórico.  E talvez por isso eu ache essa parte do que restou da muralha do Rei Phillipe interessante: a história.  Visitar essas paredes que foram erguidas há mais de 800 anos faz a gente sonhar e voltar um pouco no tempo.