Salut!

No post passado falei de um lugar paradisíaco para passar a lua de mel, Fiji, mas existem pessoas para as quais a ideia de paraíso não necessariamente precise passar por areias brancas e oceano azul cheio de peixinhos. Então aqui vai a minha sugestão de cidade romântica: Paris.

Excusez-moi se vocês pensaram que eu seria mais original, mas… para quê contestar aquilo que é uma verdade absoluta? Esta é uma das cidades mais românticas do mundo e nada supera uma baguette com queijo e vinho num fim de tarde, tendo a torre Eiffel como cenário. Vou evitar o chavão de escrever faça isso, não faça aquilo, porque Paris é uma das cidades maravilhosas que oferecem de tudo para todos. Mas vou dar uma ajuda para escolher o hotel. Fiz uma lista de 5 que eu acho super românticos.

1- Ritz

Não seria o menor exagero falar que esse é um dos endereços mais românticos e luxuosos do mundo.  Localizado no coração de Paris, o Ritz é a tradução da Art de Vivre parisiense: não há extravagância, há luxo na medida certa.  As suítes, os jardins e terraços são exemplo de bom gosto e harmonia.

Área de relaxamento exclusivo na piscina do Ritz

Suite Impériale no Ritz

Suite Coco Chanel

17, Plâce Vêndome
www.ritzparis.com

2 – Saint James Paris

Esse é o Hotel mais exclusivo de Paris. E arrisco dizer, um dos melhores da França. São 49 habitações, cada uma decorada com pequenos toques asiáticos dentro de um estilo neo-clássico parisiense. O prédio, antiga sede da Fundação Thiers, foi construído no século XIX. Os preços começam a partir de €392 mas, para quem o dinheiro realmente não é um problema, existe o Pavillon d’Amour: um anexo exclusivo de 70 m² com bar privé, kitinette, espaço Guerlain para massagem e cuidados corporais. Um luxo do amor.

Por trás dessa fachada, o mais exclusivo de Paris.

Detalhes do Lobby. Olhem o lustre!!!

Mais detalhes deste exclusivo lobby, e claro, aquele lustre!

Suite Boudoir, com aquele estilo « crazy-chic »

Relais et Chateaux – 43 Avenue Bugeaud
www.saint-james-paris.com

3 – Montmartre Mon Amour

Uma coisa temos que reconhecer: nenhum povo se dedicou mais à arte de amar do que o francês. E alguns casais franceses dos séculos XIX e XX realmente mudaram a forma de viver o amor. Por isso, um hotel em pleno Montmartre, com suítes dedicadas a Victor Hugo e Juliette Drouet, Édith Piaf e Marcel Cerdan, Guillaume Apollinaire e à aviadora Lou, Paul Verlaine e Arthur Rimbaud é sem dúvida especial. Bastante mais acessível que os dois primeiros acima, esse é um dos meus favoritos.

Recepção no Montmartre Mon Amour

A fachada do Hotel

Recepção do Montmartre Mon Amour

Apartamento Deluxe do Montmartre Mon Amour

Será que sou a única que amou este breakfast?

7, rue Paul Albert
www.hotelmontmartremonamour.com

4 – The Hidden Hotel

Este é um hotel que a princípio muita gente vai olhar e se perguntar: por que ela indicou para lua-de-mel?  Resposta: porque como diz o nome, Hidden (escondido), é para ser descoberto.  E esse não é o sentido dessa viagem? Em plena Paris, perto do Arco do Triunfo, esse hotel boutique é um oásis de elementos e materiais naturais, onde você realmente esquece que está numa das maiores metrópoles do mundo. O nome das suítes são ao mesmo tempo sugestivos e explicativos: Intuição, Emoção, Exceção

Fachada do Hidden Hotel Paris

Suite Intuition

Terraço da suite Emotion

Terraço na suite Emotion, do Hidden Hotel

28, rue de l’Arc de Triomphe
www.hidden-hotel.com

5 – Hotel de JoBo

E se Joséphine Bonaparte vivesse nos dias atuais, qual seria seu nome no Instagram? Provavelmente JoBo. Essa hipótese que pode parecer charmosa e divertida, foi levada muito a sério pelos idealizadores desse hotel-boutique situado em pleno Maraïs. Não estamos em Malmaison e nem na época do Diretório, mas a espírito dessa época está lá, revisitado. Uma linda homenagem à essa personagem tão romântica que foi Joséphine.

Os autênticos parisienses ou os aspirantes apenas vão adorar os 24 encantadores quartos e lounges do hotel de Joséphine Bonaparte ou Jobo

10, Rue D’Ormesson
www.hoteldejobo.paris