Em homenagem ao Dia dos Namorados, o post de hoje é sobre o amor.


Houve um Imperador na Índia chamado Shah Jahan, apaixonado por uma princesa persa chamada Arjumand Bano Begum.  Os dois se casaram, e apesar dela ser sua segunda esposa, foi chamada pelo marido de Mumtaz Mahal, que quer dizer “Jóia do Palácio”


Mumtaz Mahal deu à luz seu 14° filho em 1630 e morreu em seguida.  A dor do Imperador foi tão grande que por 2 anos, o Império ficou sem música e dança.  Ele mandou que construíssem o mais lindo templo para homenagear sua princesa.  E assim, às margens do rio Yamuna em Agra foi erguido o mausoléu, Taj Mahal.


O prédio é todo em mármore branco com incrustrações de 28 tipos diferentes de pedras semi-preciosas.  Demorou 22 anos para ser construído e exigiu o trabalho de 20.000 homens e 1.000 elefantes.

Insira uma legenda



Não se sabe ao certo quem foi ou foram os arquitetos do templo, mas sabe-se que após a construção, muitos artesãos que trabalharam nele tiveram suas mãos decepadas para que não pudessem fazer nada que se igualasse em beleza.


A construção é toda simétrica, exceto por um único detalhe:  as tumbas.  Uma maior e outra menor.  Na lateral do templo está erguida uma mesquita e do outro lado uma réplica, cuja única função é manter o equilíbrio simétrico.  As laterais do templo são decoradas com versos do Corão.


Entalhe no mármore


Salão das tumbas


Salão das tumbas


Anualmente, entre 7 e 8 milhões de pessoas visitam o Taj Mahal  e encantam-se com o mais lindo templo dedicado ao amor de uma mulher.